segunda-feira, 9 de junho de 2014

Festa da Associação: componentes do Grupo Copo Cheio chegam à meia-noite, são barrados pela comissão de festa e show não acontece.

O que era pra ser um show animado e aguardado pelas pessoas, já que foi um pedido da população local, infelizmente, não aconteceu na noite deste domingo em Santo Eduardo. Segundo informações, o Grupo Copo Cheio estava se apresentando numa casa de shows de Campos e, devido a este compromisso particular, obviamente não chegou à tempo de se apresentar no distrito, já que o show estava marcado para acontecer às 22:00 horas.
Segundo os organizadores da festa, outro fato foi que a polícia militar foi oficiada há cerca de 100 dias atrás para enviar um contingente para cobrir os três dias de evento, entretanto, o que vimos foi apenas a presença dos policiais do DPO local tendo que dar conta de tudo e, com um agravante, no sábado, não houve sequer um guarda municipal nas ruas para dar apoio na segurança e organização do trânsito, fazendo com que os shows terminassem antes da hora prevista. Sendo assim, mesmo que a organização liberasse o show do Copo Cheio neste domingo o mesmo só começaria por volta da 1:00 da manhã, o que seria muito complicado, pois a polícia estava ordenando que os sons de carros e de barracas fossem desligados.
Outro detalhe: como sabemos, a maioria do contingente de guardas municipais que trabalham em Santo Eduardo são compostas de mulheres e, neste domingo, elas até apareceram na rua mas não conseguiram evitar, nem deter os que, em certos momentos, tumultuaram o ambiente, o que comprova também, a falta de compromisso e respeito da Guarda com a população, já que, segundo a Associação, a entidade também foi oficiada e não enviou, principalmente no sábado, nenhum homem sequer para a festa.


Abaixo, a comprovação de que o Grupo Copo Cheio, na minha opinião, não deveria ter firmado contrato com a prefeitura, já que tinha compromisso particular em Campos.


 

Fabrício e Cia se apresentaram no início desta noite de domingo em Santo Eduardo.
Público ficou esperando até por volta das 23:30 horas para começar o show do Copo Cheio, mas  nada do conjunto aparecer.

Robson Mathias, vice presidente da Associação de Moradores comunicou que, devido ao atraso, não seria possível haver mais o show com o grupo Copo Cheio.

Grupo Copo Cheio ficou na van barrados pela oreganização 

Um comentário:

mayko juliao disse...

Atitude correta dos organizadores.
Mas a pref ira pagar o grupo, e farão mais vezes.
Quanto a falta de policiamento, foi assim no carnaval de santa maria, na festa de santa maria, e pelo jeito não havera policiamento nem tão cedo.
A PMERJ estão tirando o contigente do interior, mandando para as cidades.
Todo evento precisa de um nada a opor, a organização faz, e a PMERJ deixa a comunidade na mão.
Parabens a associação pela festa!