segunda-feira, 19 de março de 2012

Hospital São José do Avaí, em Itaperuna, fecha as portas da maternidade

O hospital fechou as portas da maternidade alegando falta de pagamento da prefeitura. A dívidachegaria a cerca de R$19 milhões.

Em Itaperuna, o atendimento a gestantes foi suspenso na manhã desta segunda-feira (19) no Hospital São José do Avaí - umas das unidades referência em saúde do estado. O hospital fechou as portas da maternidade alegando falta de pagamento da prefeitura.


As gestantes internadas foram atendidas, mas quem foi fazer o pré-natal voltou pra casa sem o exame. Dos 10 mil atendimentos por mês, 200 são nos centros de tratamento intensivo neonatal e obstetrícia. A metade é de partos.


O hospital, referência em cirurgias de alta complexidade no interior do Estado do Rio, é uma instituição filantrópica e tem convênios com planos de saúde, com o Governo Federal e com a Prefeitura de Itaperuna. Mas, de acordo com a instituição, a prefeitura está em dívida há seis anos. Pelos cálculos do hospital, a dívida da prefeitura chega a R$ 19 milhões e por causa disso a maternidade fechou as portas.


O Hospital São José do Avaí recebe pacientes de pelo menos 13 cidades do norte e do noroeste fluminense. Por ser uma gestão plena, o Governo Federal deposita R$ 3 milhões e meio por mês para a prefeitura, que deveria fazer o repasse para instituição. Além dessa quantia, a prefeitura também tem um convênio de R$ 200 mil por mês com o hospital para manter a maternidade, o centro de urgência e emergência.


Com a ameça de outros serviços paralisarem por falta de condições de pagamento a fornecedores e funcionários, os pacientes estão preocupados com a possibilidade de fechamento total do hospital.


A Prefeitura de Itaperuna informou que só vai se pronunciar sobre a questão depois de uma reunião com o Ministério Público Estadual para discutir o problema. A reunião está prevista para a manhã desta terça (20).

Inter TV

Nenhum comentário: