quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Benefício do INSS mais rápido

Centros de armazenamento de documentos vão digitalizar todo o acervo, para facilitar a concessão a segurados


A expansão, para todo o País, de um novo processo de localização de documentos no INSS vai agilizar a concessão de benefícios, sem sobrecarregar o segurado com novas exigências e sem correr o risco de extravio — facilitando o trânsito das informações para a concessão dos pedidos. Os Centros de Documentação da Previdência (CedocPrev), que funcionam com a Central de Atendimento a Pesquisas Processuais (Capture), modernizaram os procedimentos internos nas agências, com o gerenciamento, recuperação e acesso ao acervo.

Já há 40 unidades no País em funcionamento. Mais 23 serão implantadas até dezembro. A Gerência Executiva de Duque de Caxias entrou no programa este ano. A meta da Previdência Social é instalar um em cada gerência executiva do País. Pelos CedocPrevs, tudo será repassado entre as agências de forma digitalizada, sem o uso ou transporte de papel.

O novo modelo é comprovadamente mais seguro e mais ecológico. De acordo com os cálculos do Ministério da Previdência Social, são mais de 500 quilômetros de documentos e processos do INSS. A maioria dos que estão sendo digitalizados é de benefícios dos segurados, como requerimento de revisão, recursos ou as demandas judiciais de pedidos deferidos ou indeferidos.

ARMAZENADOS POR 100 ANOS

Não são apenas os documentos de segurados do INSS que deverão passar pela digitalização, mas todas as informações de arquivos, bibliotecas e museus da Previdência Social. Tudo permanecerá nos centros de 50 a 100 anos, seguindo a tabela de temporalidade e destinação dos papéis, estabelecida pela Política Nacional de Arquivos.

Durante décadas, eles estiveram espalhados de forma desordenada em diversos arquivos do instituto em todo o País. Mas recentemente passaram a ser armazenados de acordo com as normas do Comitê Executivo de Deliberação do Sistema de Documentação e Informação do INSS (Cedin).

Servidores treinados para a mudança

Para implantar a Central de Atendimento a Pesquisas Processuais (Capture), o INSS ofereceu treinamento para os servidores de todas as gerências que já receberam um desses Centros de Documentação da Previdência (CedocPrev). Eles aprenderam a lidar com os pedidos e os processos de digitalização, envio e armazenamento de documentos, segundo as normas.

O procedimento desses funcionários foi normatizado: após receber o pedido de consulta a um processo enviado por alguma agência da Previdência Social, o servidor localiza o documento e o encaminha para a “higienização”. O encarregado verifica a ordem original do documento para digitalização e o remete, por meio eletrônico, à unidade que solicitou. Depois disso, o documento original pode voltar ao arquivo de origem.

O Dia

Nenhum comentário: